As Integrantes

Fundadoras

Gláucia Cabral (cuíca)– Profissional da área jurídica, essa carioca com um pé em Alagoas trocou o piano pela cuíca desde que teveGláucia Cabral Mulheres de Chico a idéia, no carnaval de 2003, de criar um bloco cujo repertório fosse dedicado às composições de Chico Buarque – o BLOCO MULHERES DE CHICO. Começou então a ter aulas de cuíca com o Mestre Neco na Escola de Samba Acadêmicos da Rocinha, levando sua amiga Vivian para acompanhá-la como as primeiras cuiqueiras da escola. A convite, passou a tocar também no Monobloco, e em outros blocos carnavalescos, além de “cuicar” em algumas rodas de samba da cidade. Atualmente dedica-se à sua profissão e faz sua cuíca chorar no Bloco Mulheres de Chico.

Vivian Freitas (cuíca/produção) – Aprendeu a tocar cuíca em 2003 naVivian Freitas Mulheres de Chico Acadêmicos da Rocinha, já com a intenção de conhecer um instrumento para fundar um bloco apenas com mulheres – o Bloco Mulheres de Chico. Na Rocinha conheceu o mestre Neco, que cuidava da ala das cuícas também do Monobloco, e foi convidada para tocar lá, passeando por outros ritmos além do samba. Contribuiu na fundação do Bloco Mulheres de Chico e de lá pra cá, além de participar do Carnaval e fazer shows o ano todo, também passou a cuidar da produção do bloco.

Direção musical e regência

Flavia Costa – A compositora, arranjadora e pianista Flavia Costa fez Bacharelado em Piano na UNIRIO,Flavia Costa Mulheres de Chico Gravação e Produção Fonográfica na Estácio de Sá, Arranjo e Orquestração com Ian Guest e Composição com HJ Koelllreuter. Fez direção musical em espetáculos que unem música erudita, popular e eletrônica como “GuerraPeixe.com” e a ópera eletrônica “Roda da Fortuna” . Participou como ouvinte do curso de regência com o maestro alemão Kurt Masur. Fez oficina do Monobloco de 2001 a 2011 tocando repique, tamborim, agogô e caixa. Está no Bloco Mulheres de Chico desde a sua fundação  e é responsável pela Direção Musical, Arranjos e Regência. Toca caixa e faz os efeitos eletrônicos.

Cantoras

Fernanda Velloso – Fisioterapeuta, cantora e atriz formada pela CAL em 2004. Sua relação com as artesFernanda Velloso Mulheres de Chico começou na infância em corais, aulas de ballet e sapateado, flauta, violão popular e clássico e canto lírico. Nos últimos anos participou de várias peças de teatro atuando e cantando. Como ritmista, fez parte dos blocos Quizomba e Bangalafumenga, tocando surdo de terceira, instrumento que assumiu no primeiro ano do Bloco Mulheres de Chico antes de atuar nos vocais em 2007. Atualmente também faz oficina de repique no Monobloco.

 

Luciana Coló – Formada em Letras, Teatro e Música, Luciana sempre esteve envolvida nas mais variadasLuciana Coló Mulheres de Chico atividades musicais: já cantou em Projetos como Canto Aberto, Novo Canto, Som na Praça, Caminhão de Talentos, Feira de Música e Carnaval da Lapa, ao lado do compositor Oswaldo Pereira, do sambista Dicró e da cantora Clara Sandroni. Participou do Tributo ao sambista Moreira da Silva no Canecão, juntamente com Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Elza Soares, dentre outros. Cantou com o grupo “Lira Carioca”, ao lado de Marcos Sacramento, gravou e participou do show de lançamento do CD “Flor de Pão” (Biscoito Fino), de Simone Guimarães, no Teatro Rival. Além disso, apresentou o seu show “Dama de Breque” – composto por sambas de breque e de humor – em diversas casas de excelência do Rio de Janeiro. Desde 2007, integra o Bloco Mulheres de Chico.

Ursula Baldanza – Cantora e atriz formada pela Cal, graduada Ursulaem Produção Cultural pela UNESA e pós graduanda em Preparação Corporal nas Artes Cênicas pela Faculdade Angel Vianna. Estudou na Escola de Música Villa-Lobos e no Conservatório Brasileiro de Música do RJ. Integrou grupos de diversas vertentes e estilos musicais, tais como o circense “Acorde Gigante”, “Gitanjali”de música clássica indiana e “Rio Latin Jazz” de salsa e ritmos latinos. Estudou dança clássica indiana nas modalidades bharatanatyam e kathak, dança afro, dança flamenca e técnicas de castanholas. Fez parte do grupo de ritmistas da bateria dos blocos Quizomba e Bangalafumenga,tocando instrumentos como agogô, rocar e caixa de guerra.

Harmonia


Mônica Leme (guitarra baiana, cavaco e guitarra) – é Professora de música do Colégio Pedro II,Monica Leme Mulheres de Chico instituição federal, onde coordena o projeto do “Portal de Educação Musical  - www.portaledumusicalcp2.mus.br ”. É Doutora em História pela UFF (2006), com tese sobre a história da impressão musical no Rio de Janeiro no século XIX, e Mestre em Música Brasileira pela UNIRIO (2002). É autora do livro “Que Tchan é esse?” (Annablume, 2003), de capítulos de livros, artigos acadêmicos e verbetes em enciclopédias na área da música e história da música.

Liza K (baixo) – Compositora, cantora, intrumentista e professora de música formada pela UNIRIO. Como intérprete (voz e violão) atuou em espetáculos como O Marido Fisiológico, Farsa da Boa Preguiça, Fullanas  e  A História do Amor de Romeu e Julieta. Como compositora, foi responsável pelas seguintes trilhas sonoras: O Dragão Verde, Cafute e Pena de Prata, Tatá, o Rei dos Tantãs, Romance.com e Amanhecer Esmeralda. Participou como vocalista e instrumentista do Cordão do Boitatá e do Bloco Céu na Terra, tocando banjo. Atualmente toca baixo elétrico no Bloco Mulheres de Chico e se dedica a seu trabalho autoral com um CD (LIZA K) lançado em 2009/2010.

Laila Aurore (cavaco) - Cavaquinista e compositora, começou sua vidamusical aos 10 anos,estudando cavaquinho na Escola Portátil de Música da UNIRIO. Tendo como professores nomes como Luciana Rabello,Jayme Vignoli e Márcio Hulk, integra o Regional Saci Chorão, com quem desenvolve atividades musicoterapêuticas em hospitais, e é diretora musical do Bloco Maria Vem com as Outras. Participou do Festival Palco Itaipu, onde obteve o prêmio de 2ª melhor instrumentista. Ministrou oficinas de composição de samba enredo no Espaço Laranjeiras, intervenções artísticas de música e poesia nas Alianças Francesas, apresentou-se no Teatro Municipal de Niterói e na Série “Concertos” da Imprensa Oficial de Niterói.

Bateria

Daniele Martini (surdo) – Engenheira de produção da UFRJ, com mestrado em Administração peloDani Martini Mulheres de Chico COPPEAD/UFRJ. Trabalha na área de planejamento e gestão de TI e TCOM na Petrobras. Fã do Pedro Luís e a Parede e do Monobloco, entrou em sua oficina em 2007 decidida a aprender surdo – pela semelhança com o contrabaixo, instrumento de sua preferência. Seis meses depois foi convidada a integrar o Bloco Mulheres de Chico para tocar surdo de marcação. Já tocou em outros blocos como Volta Alice, Empolga às 9 e Turbilhão Carioca. Em 2008 iniciou aulas de cuíca e surdo de terceira, instrumento que toca atualmente no Monobloco.

Joe Viegas (surdo) – Aprendeu piano quando criança e nunca deixou a músicaJoe Viegas Mulheres de Chico de fora da sua vida. Na faculdade de Psicologia, montou a banda Kiss&Freud, onde cantava e tocava percussão. Também foi aluna do Monobloco e participou da fundação do bloco Empolga às 9. Surdista do Bloco Mulheres de Chico desde sua formação original, compôs o Samba pra Chico – em homenagem ao compositor no primeiro ano de existência do bloco. É também fundadora do Bloco A Rocha, onde toca surdo de primeira.

Michele Rumchinsky (surdo) –  Jornalista,Michele Rumchinsky Mulheres de Chico trabalhou por mais de 12 anos com música. Atualmente possui um bufê e faz traduções. Entrou para o Monobloco em 2001, onde aprendeu a tocar surdos de primeira, segunda e terceira, chocalho, agogô e repique. No Bloco Mulheres de Chico, toca surdo de terceira, mesmo instrumento que toca há anos como ritmista da bateria da Acadêmicos da Rocinha e em diversos blocos do Rio como Quizomba, Spanta Neném, Laranjada, entre outros.

Mako  (caixa) – Percussionista e cantora, radicada no Rio de Janeiro, a japonesa MAKO é apaixonada por Mako Brasil Mulheres de Chicomúsica brasileira. Veio para o Rio de Janeiro em 2001 para estudar a língua e os ritmos locais. Atua como instrumentista também nos grupos no Monobloco e Exalta Rei – neste, também como cantora. Faz parte ainda do PianoOrquestra, com direção de Cláudio Dauelsberg, onde fez sua estréia internacional em importantes palcos do Canadá, Europa e Chile. Como cantora, lançou o disco “Algumas Cores” em 2010, acompanhada por grandes músicos da cena carioca como Robertinho Silva e Roberto Menescal. Seu repertório inclui importantes clássicos do samba com grupo Sushi na Brasa. Toca caixa no Bloco Mulheres de Chico desde 2007.

Mannu Oliveira (repique) – Estudante de Cinema, iniciou sua carreira musical em 2001, no Monobloco,Mannu Oliveira Mulheres de Chico com apenas 14 anos de idade. Ao longo deste período aprendeu chocalho, surdos, caixa e repique. No Bloco Mulheres de Chico é o repique principal e também toca pandeiro. Além do Monobloco já participou de outros blocos cariocas durante o Carnaval como Empolga às 9, Bangalafumenga e Quizomba.

 

Malu Magalhães (tamborim) -  Formada em Administração com HabilitaçãoMalu Di Sipio Mulheres de Chico em Comércio Exterior, trabalha como Gerente de Compras para América Latina numa multinacional da área de telefonia. Iniciou sua atividade musical em 2003 na oficina do Monobloco tocando chocalho e surdo de segunda e há nove anos dedica-se ao tamborim.  No Carnaval, já tocou em inúmeros blocos como Empolga às 9, Rio Carioca, Spanta Neném e Suvaco de Cristo. Como ritmista participou da Abertura dos Jogos Pan Americanos em julho de 2007 e desfilou em 2008 e 2009 na bateria da Academicos da Rocinha. Toca no Bloco Mulheres de Chico desde 2007.

Manu Rios (tamborim) – Natural de Maceió/AL, filha de percussionista, mora no Rio de Janeiro desde 2004. Entrou para as aulas de percussão do Monobloco em 2007, onde aprendeu a tocar tamborim, seu primeiro instrumento, e foi selecionada para a bateria do Bloco Mulheres de Chico no mesmo ano. Toca triângulo, repique, ganzá, pandeiro e surdo. Faz parte da bateria show do Empolga às 9 e é aluna das oficinas do Monobloco – onde toca repique – e Bangalafumenga, onde toca surdo de terceira. Estudou pandeiro na Escola Portátil de Música da UNIRIO e já fez participação no show do Monobloco em diversos lugares do Brasil.

Letícia Freire (tamborim) – Engenheira ambiental formada pela PUC-Rio. Apaixonada por músicaLetícia Freire Mulheres de Chico desde criança, quando estudou piano e violão. Na época da faculdade, participou do extinto curso de Teoria e Percepção Musical da Uni-Rio (TEPEM) enquanto estudava canto e aperfeiçoava seus conhecimentos em violão. O amor pela percussão veio com a entrada nas aulas de oficina do Monobloco em 2006, onde aprendeu a tocar tamborim. Nestas aulas teve a possibilidade de fazer grandes amigo(a)s, que foram responsáveis por levá-la a participar do Bloco Mulheres de Chico a partir de 2010.

Paula Villela (agogô) – Médica Cardiologista e Geriatra apaixonada porPaula Villela Mulheres de Chico Carnaval. Seu contato com a música começou na infância com aulas de piano, violão e canto que se seguiram até a adolescência. Ingressou no Monobloco em seu primeiro ano, em 2000, onde aprendeu a tocar agogô, tamborim e surdo. Fez parte de um grupo de percussão que foi embrionário do Bloco Empolga às 9, tocou no Bangalafumenga, Quizomba e Bloco Pinel. No Bloco Mulheres de Chico toca agogô.

Angela Corrêa (chocalho) – Fonoaudióloga,Angela Corrêa Mulheres de Chico Psicomotricista e Terapeuta Floral. Estudou piano e violão e foi professora de música, atuando no segmento de educação infantil durante dez anos. Foi vocalista de uma banda de rock progressivo durante cinco anos e ritmista do bloco Escravos da Mauá. No primeiro ano do Bloco Mulheres de Chico foi uma das vocalistas, e atualmente toca chocalho.

Teca Macedo (chocalho) – Formada em “Film, TV & Vídeo” pela UCLA, Teca é produtora musical, deTeca Macedo Mulheres de Chico eventos e de cinema. Aprendeu a tocar surdo e chocalho no Monobloco, com uma passagem rápida pelo Bangalafumenga. Durante três anos tocou na bateria da Rocinha e é presença certa todos os anos no bloco “Volta, Alice”. Fez divulgação de TV e rádio na WEA, foi gerente geral do estúdio fonográfico “Nas Nuvens” e trabalhou na produção de disco de artistas tais como Gilberto Gil, Jorge Benjor, Lobão, Marina Lima, Titãs entre outros. Produziu a trilha musical do seriado “Ó Pai Ó”, foi produtora e assistente pessoal do saxofonista Wayne Shorter, assistente de direção do diretor Wim Wenders no documentário “World Music Tour”, assistente de direção do documentário “Being Single” das autoras de Sex in The City e hoje é produtora internacional do grupo “PianOrquestra”.

 

Preparação e arranjos vocais

gloriaGlória Calvente - Cantora, compositora, arranjadora, regente e professora de educação musical, dedica-se à aulas de canto e ao campo da preparação vocal há mais de duas décadas. Dá aulas de canto popular regularmente, atuando como preparadora vocal para teatro, cinema, shows e gravações. Membro fundadora do Grupo de Estudos da Voz do Rio de Janeiro, é co-autora do livro “Desafinando a Escola”, recém lançado pela Editora MUSIMED. Está responsável pela preparação vocal do grupo Mulheres de Chico desde 2010, e assina todos os arranjos vocais desse repertório desde então. Maiores informações: www.gloriacalvente.com.br